Mostrando postagens com marcador PONTE FÉRREA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador PONTE FÉRREA. Mostrar todas as postagens

Ponte Rodoferroviária, rio Paraná - construção


Ao lado ponte férrea Francisco de Sá(1024m de comprimento), sobre o rio Paraná, localizada no Jupiá :ponto chamado na jusante da Usina Hidroelétrica.

Foto histórica- ponte férrea Francisco de Sá sobre rio Paraná

                   Ponte férrea sobre rio Paraná, jusante  Usina Eng. Souza Dias(nome atual), na época Usina de Urubupungá depois Usina Hidroelétrica do Jupiá.

postagem história ponte - 

PONTE JUPIÁ

       Ponte férrea sobre o rio Paraná. Utilizada como ponte rodoferroviária até o ano 1970, após a construção da Usina Hidrelétrica de Júpia, o tráfego rodoviário foi proibido, sendo usada até hoje por moradores do local para travessia a pé, de uma margem a outra.
       Comprimento 1200metros
       Inaugurada em 1926
 
           curiosidades:
       sendo o projeto inicial de 1889, partes do material da primeira ponte, serviu para a construção de pequenas pontes no estado de Mato Grosso do Sul, em 1918.


                      Quando criança iamos pescar e nadar, eu e meus irmãos. Lembro-me na época de cheia, os vertedouros da usina abriam, tornando a correnteza forte. Era muita água;  no barranco com a força da água peixes caiam entre as pedras, lambari, era muito lambari, de encher um balde cada um. Atropelo acontecia com os peixes maiores. Em qualquer parte do rio pegava-se peixe, embarcado ou barranco, linhada ou caniço.
                      Da margem via-se cardumes imensos, numerosos, várias espécies, corimbas, piaus, piaparas, dourados,.......
                      Corvinas e tilápias não são nativas, pois foram soltas pelo projeto de pscicultura da hidrelétrica. Hoje ja são consideradas património(se assim posso dizer). Como acontece com o tucunaré que é nativo da bacia Amazônica, mas já está a mais de 20 anos, já é nosso. É uma ótima pescaria.
                      Voltando a 1980 , 1990 , que foi a época boa que conheci nada se compara pela quantidade.
                      SE me contasse diria: estória de pescador
         MEU IRMÃO AO MERGULHAR NA ÁGUA (brincando na prainha) EMERGIU COM UMA CORVINA, SEGURANDO-A TODO DESAJEITADO PELO FEITO .
              Aguenta essa, mas tá ele que não me deixa menti sozinho.








Jacaré

Jacaré
jacaré Lagoa Maior em Três Lagoas

Postagens populares

Postagens populares

Arquivo do blog